Logo Banco de Alimentos

Blog

TOP 10 ALIMENTOS DE OUTUBRO

O Dia Mundial da Alimentação é comemorado no dia 16 de outubro.  Que tal repensarmos a forma como consumimos os alimentos e auxiliar na redução do desperdício?

Para te ajudar nesta tarefa, preparamos uma lista dos 10 melhores alimentos do mês. São melhores por que são encontrados com mais facilidade, estão com melhores preços e apresentam-se na melhor qualidade nutricional. Boa leitura e bom apetite!


Frutas de outubro

  • [1] Jabuticaba
  • [2] Acerola
  • [3] Amora
  • [4] Melão amarelo

A jabuticaba
Ploct, é o barulhinho que faz quando essa bolinha roxa, quase preta, ganha uma mordida. Estamos em plena safra da jabuticaba, fruto da jaboticabeira ou jabuticabeira, uma árvore frutífera brasileira da família das mirtáceas, nativa da Mata Atlântica. É considerada uma fruta ideal; sua polpa possui poucas calorias e carboidratos, e possui grandes quantidades de vitamina C e outras vitaminas como a vitamina E, o ácido fólico, niacina, tiamina e riboflavina. Possui ainda minerais como potássio, cálcio, magnésio, ferro, fósforo, cobre, manganês e zinco.
A jabuticaba pode ser consumida fresca e também ser armazenada em geladeira por até 10 dias em pote bem fechado. Se for usada na cozinha, a fruta passeia facilmente entre refeições e sobremesas já que a geléia fica deliciosa e acompanha diversos pratos, além disso, a frutinha e vai bem até em drinques, kombuchas e suquinhos refrescantes.


Legumes de outubro

  • [1] Alcachofra
  • [2] Pepino Japonês
  • [3] Vagem macarrão
  • [4] Tomate comum

A Alcachofra
Uma flor na panela! 🌼 Sabia que a alcachofra é uma das flores mais consumidas em todo o mundo? Esse alimento possui baixo valor calórico e ajuda no processo de digestão. É um alimento rico em vitamina A, vitaminas do complexo B, vitamina C, cobre, cálcio, enxofre, iodo, ferro, fósforo, zinco, potássio, sódio, manganês e fibras, além disso, ela possui uma variedade de antioxidantes, que são substâncias que agem contra a ação de radicais livres. Por possuir muitas fibras, podem auxiliar no
processo de emagrecimento, já que aumentam a sensação de saciedade.
Pode ser consumida in natura, em forma de salada, gratinada ou cozida. Suas partes comestíveis encontram-se na porção carnuda mais baixa, conhecida como coração e também nas folhas. Seu sabor é deliciosamente marcante.


Verduras de outubro

  • [1] Couve de bruxelas
  • [2] Manjericão
  • [3] Folha de uva

A couve-de-bruxelas
Couve-de-bruxelas é uma verdura que lembra um repolho em miniatura, por isso, é também chamada de repolhinho. A hortaliça pertence à família das Brássicas, que engloba mais de 4 mil espécies distintas; a qual também pertence o brócolis, couve-flor, repolho, couve, nabo, agrião e rabanete.
Conforme sugere seu nome, teve sua origem na Bélgica, em uma região próxima à cidade de Bruxelas.
Ela é pequenininha, mas poderosa em nutrientes como as vitaminas A, C, K, rica em fibras, ácido fólico e sais minerais tais como fósforo, ferro, magnésio, manganês e potássio; além das propriedades antioxidantes, anti-inflamatória, anticancerígena e digestiva. Á primeira vista a couve-de-bruxelas pode intimidar, mas seu preparo é bastante simples. Ela pode ser cozida ou assada. Só é preciso evitar cozinhá-la demais. Sua textura é diferente e costuma surpreender.

*Fonte: CEAGESP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Doe