Logo Banco de Alimentos

Blog

TOP 10 ALIMENTOS DE FEVEREIRO

Chegou fevereiro! Você sabia que o dia 20 de fevereiro é o dia mundial da justiça social? É importante lembrarmos que o alimento é um direito. Que tal repensarmos sobre nossa relação com o alimento e o impacto que ele gera no planeta? Aqui trazemos uma lista de 10 alimentos que estão no seu melhor momento do ano. Consumindo-os nessa época, você:

  • Estimula o uso racional da terra;
  • Menor uso de agrotóxicos; e
  • Melhor conteúdo nutricional.

 

Confira os alimentos desse mês:

 

Frutas de fevereiro 

  • [1] Goiaba
  • [2] Seriguela
  • [3] Uva Rubi
  • [4] Figo

A seriguela

De nome engraçado, a ‘seriguela’ perdeu o trema, mas não perdeu a pose. Seu fruto é bem parecido com o cajá vermelho, porém muito doce e de aroma perfumado. Os benefícios para a saúde incluem propriedades diuréticas e energizantes, fortalecimento do sistema imunológico, alívio de febre e espasmos, entre outros. É facilmente encontrada na forma de polpa congelada para sucos, doces e sorvetes, mas pode ser consumida in natura. Aproveite a safra e delicie-se!

*Fonte: CEAGESP

 

Legumes de fevereiro 

  • [1] Abóbora d’água
  • [2] Pepino caipira
  • [3] Quiabo
  • [4] Tomate comum

 A abóbora-d ‘água

Ou melão-de-inverno é uma trepadeira tropical que pode atingir 6m de comprimento. A planta produz frutos cobertos de pelos fininhos que, à medida que vão amadurecendo, caem, deixando a pele lisa e encerada. Depois de madura, a abóbora d’água é suculenta e tem um sabor suave. Os frutos mais jovens são mais apropriados para conservas. Já as pontas dos ramos, as folhas mais jovens e as flores podem ser consumidas cozidas ou refogadas. E as sementes podem ser consumidas assadas ou cozidas.

*Fonte: CEAGESP

Verduras de fevereiro 

  • [1] Alface Lisa
  • [2] Acelga
  • [1] Alface Lisa
  • [2] Acelga

A alface lisa

A alface lisa tem um amarguinho levemente acentuado e não tem a crocância das primas crespa e americana. Mas tem cálcio, zinco, cobre, enxofre, silício, ferro e fósforo, além de vitaminas A e C, ácido fólico e clorofila. A queridinha das dietas é ainda aliada do intestino por ser fonte de fibras. E quem diria… é amiga do sono! Ao comer o talo da alface, consumimos uma substância chamada lactucina. Ela é responsável por gerar um leve efeito calmante e facilita embalar naquele sono gostoso.

*Fonte: CEAGESP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Doe