Logo Banco de Alimentos

Blog

SAIBA O QUE FOI DESTAQUE NO MÊS DE MARÇO NA ONG BANCO DE ALIMENTOS

Na ONG Banco de Alimentos, não trabalhamos apenas com a entrega de alimentos para entidades sociais. Nós também realizamos ações de educação nutricional e alimentar que tem um enorme impacto social. E aqui você pode conferir um pouco mais sobre nosso trabalho.

Confira as ações que aconteceram no mês de março:


DIZ AÍ: VOCÊ SABE QUE ALIMENTO É ESSE?

Este foi o tema da atividade que levou conhecimento e curiosidade para 30 crianças atendidas pela CCA São Francisco das Chagas, entidade social que recebe nossos alimentos e, claro, educação nutricional! As crianças, carentes de informação sobre alimentos e alimentação, tiveram a chance de conversar com nossa equipe de nutrição em um bate-papo muito descontraído e muito rico de informações (além de vitaminas e nutrientes). As crianças ficaram encantadas e curiosas ao ver os alimentos in natura e aprendendo sobre como podem ser preparados. Comentários como “Vou pedir pra minha mãe fazer isso no forno!” e “Nossa, não sabia que dava para colocar carambola na salada!” foram comuns. Buscamos levar autonomia para que estes jovens entendam o que é colocado em seu prato e que, quando crescerem, sejam capazes de fazer melhores escolhas.


A DINÂMICA SOCIAL DO DAR E RECEBER

Conheça a Associação Comunitária Pequeno Príncipe

Por aproximadamente 15 anos, a ONG Banco de Alimentos apoia o trabalho da Associação Comunitária Pequeno Príncipe. Em 2019, foram entregues mais de 3.000 quilos de alimentos que ajudaram a nutrir o corpo e a alma de todos na associação.

De acordo com Ana Creuza Rosa, cozinheira e coordenadora de segurança alimentar da Associação Pequeno Príncipe, as doações beneficiam 120 pessoas, entre crianças, jovens e os adultos que trabalham na organização realizando os atendimentos. “Não só os alimentos são importantes, aprender a usar os alimentos de forma total também faz diferença.” explica Rosa.

A instituição cresceu com a comunidade, em um contexto social complexo de pobreza e falta de perspectiva e hoje atende os filhos das suas primeiras crianças atendidas. O trabalho é parte importante da comunidade, representa um dos poucos recursos socioeducativos e comunitários em uma área de proteção ambiental onde os moradores se encontram socialmente ilhados.

Atualmente é dirigida por um grupo gestor composto por trabalhadoras contratadas, apoiado pela diretoria e assessorado por um eventual serviço terceirizado de consultoria. Destaca-se o pleno conhecimento das pessoas que atende (23 anos na mesma comunidade) e a o uso de metodologias diferenciadas em suas atividades: Antroposofia e Pedagogia Waldorf.


ENTENDENDO NECESSIDADES E PLANEJANDO AÇÕES

No dia 04 de março, durante a Oficina Culinária realizada mensalmente para as entidades assistenciais, o setor de serviço social realizou uma pesquisa sobre quais temas para as palestras socioassistenciais seriam de interesse do público, em sua maioria cozinheiras, colaboradores ou beneficiários das entidades atendidas pela ONG Banco de Alimentos. Alguns temas apontados na pesquisa foram: Empreendedorismo, Previdência, Lei Maria da Penha, entre outros. Por causa da pandemia, todas as oficinas foram pausadas. Assim que retomarmos, serão acompanhadas de palestras com temas que visam o protagonismo social.


ALÇANDO NOVOS VÔOS

Através da parceria entre Farmacêutica Apsen a ONG Banco de Alimentos, estamos ampliando nossas atividades de Educação Nutricional. Natalia (nutricionista) e Silvânia (Assistente Social), nossa equipe técnica para este projeto, realizaram as primeiras visitas às entidades beneficiadas pela parceria. No Banco de Alimentos do Rio Grande do Sul, conheceram de perto as atividades e visitaram três entidades sociais atendidas por eles. Já na Aldeias Infantis SOS Brasil (unidade de Araçoiaba – Pernambuco), se impactaram em conhecer as ações socioassistenciais desenvolvidas para as famílias que estão em situação de vulnerabilidade e risco social, assim como a articulação que a entidade tem nos equipamentos assistenciais do município.


TEMPO DE PANDEMIA

Diante do cenário da pandemia causada pelo COVID-19, é impactante ver o agravo à população em vulnerabilidade. Além de configurar um grave problema de saúde pública, a pandemia está gerando uma forte recessão econômica, atingindo em sua maioria trabalhadores informais, profissionais liberais e aposentados.

Nos últimos dias temos expandido nossas atividades para além de manter ativo o atendimento às 17 entidades regularmente ativas. Estamos ampliando nosso atendimento o máximo possível. Buscamos parcerias com empresas, distribuidoras e realizando campanhas de arrecadação financeira (https://bit.ly/alimentando_juntos) para levantar recursos e arrecadar mais alimentos.

Estamos atendendo entidades que estavam em nossa lista de espera e que trabalham com pessoas que se encontram no grupo de risco ou se encontram em situação emergencial. Além disso, estamos abrindo inscrições para entidades e polos que realizarão distribuição de cestas básicas e cartões Vale-Alimentação que iremos doar.

Hoje, nossa missão é levar o alimento ao maior número de famílias em situação de vulnerabilidade que for possível. Queremos alcançar pessoas que estão impossibilitadas de realizar seu trabalho informal e aquelas que foram dispensadas do trabalho formal. Contaremos com o apoio das entidades sociais beneficiadas para que o alimento seja capilarizado com a comunidade de seu entorno.

Continuamos comprometidos em atender pessoas em situação de vulnerabilidade e aquelas que estão passando por um momento de risco social. Estamos aqui, unidos e mobilizados, pois a FOME NÃO PODE ESPERAR!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Doe